Definição de Dissertação e Tese

Definição de uma dissertação de mestrado e tese doutorado
Uma dissertação de doutorado é um trabalho acadêmico consistente baseado em pesquisas independentes que contribuem de forma original para o conhecimento. Além de ser na forma de uma monografia, a dissertação também pode ser uma compilação de vários artigos acadêmicos separados (veja abaixo). O manuscrito submetido para exame preliminar deve ser redigido na mesma língua que a versão final da dissertação.

Processo de exame e papel do examinador preliminar
O exame de dissertações de doutorado é um processo em duas etapas: primeiro, as dissertações são examinadas em um exame preliminar e, em um exame público.

Após o exame público, o Conselho da Faculdade aprova e grava, ou rejeita, a dissertação com base nos documentos compilados durante o processo de exame e na sua experiência. Os membros do Conselho da Faculdade têm acesso ao manuscrito preliminar (exame preliminar) e à dissertação (aprovação final e classificação ou rejeição) antes de tomar sua decisão.

Os examinadores preliminares têm grande responsabilidade em garantir que dissertações incompletas não possam avançar para o exame público. É altamente problemático em termos de direitos legais dos estudantes se não for descoberto até o exame público que a dissertação não atende aos requisitos mínimos estabelecidos para dissertações.

O Conselho da Faculdade nomeia pelo menos dois examinadores preliminares, bem como um representante da faculdade que supervisiona todo o processo, desde o exame preliminar até o exame público.

Espera-se que os examinadores preliminares forneçam uma declaração escrita fundamentada em que eles explicitamente recomendam que o doutor candidato tenha permissão para defender a dissertação em um exame público ou que o candidato seja negado essa permissão. Em outras palavras, o dever dos examinadores preliminares é avaliar se o manuscrito cumpre os requisitos mínimos para uma dissertação de doutorado em seu estado atual ou após pequenas revisões que o supervisor de tese pode aprovar. A recomendação não deve ser condicional, o que significa que o examinador não deve recomendar a concessão da permissão para uma defesa pública após determinadas correções terem sido feitas.

Critérios de avaliação
Escolha do tópico, problema de pesquisa, refinação da tarefa de pesquisa e questões de pesquisa: o tópico deve ter um valor de informação significativo. A tarefa de pesquisa deve ser adequadamente refinada. A Faculdade recomenda que uma Monografias Prontas não tenha mais do que 250 páginas, excluindo apêndices.
Reconhecimento de pesquisas anteriores: O trabalho deve servir como uma continuação adequada do debate anterior ou introduzir uma iniciativa completamente nova. A pesquisa anterior deve, portanto, ser reconhecida, mas não repetida como tal.
Claridade conceitual, definições e conhecimento teórico: o leitor deve poder entender qual é a pesquisa.
Métodos: os métodos utilizados devem ser apresentados e justificados.
Material: o material deve ser qualitativamente relevante e quantitativamente suficiente.
Resultados e conclusões: o significado científico dos resultados e conclusões não deve ser exagerado nem subestimado. A análise deve ser lógica e incluir pontos de vista diferentes. As perspectivas interessantes para a pesquisa de acompanhamento podem ser consideradas como um mérito, assim como a relevância social da pesquisa.
Formato: A estrutura da dissertação deve ser lógica e a linguagem clara. A idéia básica não deve ser dominada por uma massa de informações.
Atitude crítica: o escritor deve demonstrar uma atitude crítica em relação à pesquisa anterior, teorias, métodos, material, fontes e o significado científico de seu próprio trabalho. Em outras palavras, uma boa pesquisa é original e independente.
Os critérios de avaliação foram confirmados pelo Conselho de Faculdade da Faculdade de Letras em 12 de dezembro de 2017.

Uma afirmação positiva ou negativa?
Os examinadores preliminares devem recomendar em sua declaração que o candidato a doutorado seja negado permissão para defender a dissertação em um exame público, se é claro que a dissertação não é uma Monografias Prontas consistente com base em pesquisas independentes que contribuam de forma original para o conhecimento. Os examinadores preliminares também devem considerar rejeitar a dissertação se houver outras deficiências graves na dissertação, como as seguintes:

O quadro teórico tem graves deficiências.
O material de pesquisa é claramente muito limitado para uma dissertação de doutorado.
Existem graves deficiências no conhecimento do escritor sobre a literatura no campo.
A dissertação é obviamente incompleta, especialmente à luz dos critérios acima.
No entanto, uma afirmação positiva não é necessariamente prevenida por deficiências que podem ser resolvidas por uma revisão simples, a necessidade de material adicional que possa ser adquirido com esforço moderado ou a necessidade de leitura adicional da literatura de pesquisa que requer esforço moderado.

Uma declaração negativa geralmente significa que o exame preliminar é interrompido a pedido do aluno ou a decisão do Conselho da Faculdade. O Conselho da Faculdade toma a sua decisão com base nas declarações dos examinadores preliminares e nas suas próprias deliberações. Os membros do Conselho da Faculdade têm acesso ao manuscrito antes de tomar sua decisão.

Após a descontinuação do exame preliminar, o candidato ao doutorado pode solicitar um novo exame preliminar uma vez que as alterações recomendadas nas declarações dos examinadores preliminares, ou outras mudanças, foram feitas no manuscrito da dissertação e no (s) supervisor (es) e professor responsável do aluno Recomenda-se que o processo de exame possa ser reiniciado. Nesses casos, o Conselho de Faculdade pode, de acordo com o caso e os horários dos examinadores, solicitar os mesmos examinadores preliminares para a tarefa novamente ou procurar novos.

Dissertações escritas em uma língua não-nativa
Um manuscrito de dissertação submetido para exame preliminar não foi geralmente revisado por um revisor de linguagem profissional. Após o exame preliminar, o candidato a doutorado deve ter o idioma da dissertação revisada para um padrão publicável. A Faculdade apoia a revisão do idioma das teses de doutorado escritas em língua estrangeira, mas, tipicamente, a revisão do idioma é feita para a versão final do manuscrito antes da impressão final da tese. Assim, os examinadores preliminares não precisam revisar o idioma da dissertação, mas podem comentar o idioma a partir do ponto de vista do valor acadêmico da dissertação em áreas-chave como terminologia especializada incorreta, erros de tradução ou problemas estruturais que dificultam a compreensão.